Rue Catinat

23.3.05

 
"Serei sincero se disser que não faço ideia da reacção que irá despertar a técnica narrativa do autor de "Cães da Mesma Ninhada", a um público que em tempos admirou Aquilino Ribeiro. Não que Ascêncio de Freitas seja só isso - um descendente, em linha recta, do autor de "O Malhadinhas", desaguado em território africano. Há nele outros ingredientes - uma perfídia mansinha, um caminhar meticuloso, mansarrão, paciente, quase microscópico, um gozadíssimo apanhar do "pequeno português" falado nos subúrbios das cidades moçambicanas (e não só), uma fina captaçaõ do "tempo" africano, de "estar falando" que é ali um modo de viver... - que se não encontram obviamente em Aquilino.

...com Luandino Vieira, Luis Bernardo Honwana e, em certa medida, Manuel Rui, Ascêncio de Freitas ficará como um dos mais eloquentes testemunhos de uma certa realidade africana que profundamente viveu..."

[Eugénio Lisboa, "prefácio", Ascêncio de Freitas, Ontem Era a Madrugada, Bertrand, 1978]

Comments:
That's a great story. Waiting for more. Female domination cigarettes
 
Cool blog, interesting information... Keep it UP Faq celexa King bookcase headboards mn
 
Enviar um comentário



<< Home

Archives

Março 2005   Abril 2005  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?